Domingo, 12 de Setembro de 2010

Hot Tub Time Machine (2010) Steve Pink

Hot Tub Time Machine segue um grupo de melhores amigos deprimidos com a sua vida adulta. Após uma tentativa de suicídio falhada por parte de Lou(Rob Corddry), Nick (Craig Robinson), Adam (John Cusack) e o seu sobrinho Jacob (Clark Duke) resolvem ir num fim-de-semana a um dos locais mais memoráveis dos tempos de adolescência do grupo de amigos, no âmbito de conseguir chamar Lou a razão numa aventura "terapeuto-nostálgica". Depois de uma noite de festa dentro de um jacuzzi, o grupo ao acordar apercebe-se que recuou no tempo e que se encontram em 1986. 

Quero antes de mais nada dar os parabéns ao engenhoso titulo desta obra, que para além de apelativo, encanta-se de charme de série B dando-nos um aviso de que este filme não é para ser levado a sério. E é exactamente isso que o filme é, um total e assumido amontoado de estupidez; que interessa o porquê da viagem no tempo? não se preocupem que Pink pensa em tudo e desencanta um Redbull Russo ilegal como detonador da acção (isto para os fanáticos por desafios na trama se consularem uhuhuh), ou mesmo a desimportância que dão ao efeito borboleta (referindo jocosamente a obra de mesmo nome realizada por Eric Bress) e aos efeitos que provavelmente implicara no futuro - esqueçam todas as argumentações e teorias! a obra só quer dar um agradável momento de comédia parva!

Potencial para se ascender como uma peça cómica de novos trejeitos não falta, mas o filme permanece fiel à sua essência pacata. Apesar da sua linha de acção não fugir muito à usual comédia, o argumento consegue ainda assim proporcionar leves e súbitos momentos de puro divertimento; os quatro protagonistas conseguem se interligar para conseguir dar mais vivacidade a cada cena e felizmente Cusack não se destaca relevantemente. Hot Tub Time Machine respeita todo o seu carácter ridículo; (usando a gíria) "jabarda" o que deve. Mesmo não chegando aonde podia ter ido, posso afirmar que esta obra não é uma surpresa má de toda.

Não se deixem enganar pela aparência despreocupada deste filme, porque apesar de leve e pouco profundo ou significativo, esta obra não foge à sua principal variável canônica que é o puro entretenimento. 

publicado por Diogo às 03:32
link do post | comentar | favorito

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Possession (1981) Andrze...

. Rosemary's Baby (1968) Ro...

. Il Gattopardo (1963) Luch...

. L'Avventura (1960) Miche...

. Du Levande (2007) Roy And...

. Onde Jaz o Teu Sorriso? (...

. La Strada (1954) Federico...

. Nostalghia (1983) Andrey ...

. Au Hasard Balthazar (1966...

. Trash Humpers (2009) Harm...

.links

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010